O mercado de dermocosméticos vem se destacando e se consolidando cada vez mais no Brasil. Até 2015, por exemplo, apresentou um crescimento de 20 a 30% ao ano, obtendo um excelente retorno, conforme levantamento realizado pela IMS. Em 2017, mesmo diante da desafiadora condição econômica do país, o setor continuou em expansão e a perspectiva é que até 2020 tenha um crescimento médio anual de 2,7%.

Esse resultado é o reflexo da maior atenção das pessoas com relação a sua aparência e bem-estar, além dos esforços de negócios para o desenvolvimento da área. Hoje, o Brasil é o quarto país que mais investe em pesquisas em cosméticos no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Japão. Em termos de consumo de produtos específicos para a pele, ele já ocupa a oitava posição, segundo pesquisa realizada pela Euromonitor.

Diante desse cenário é importante ficar atento as novas tendências a fim de identificar como é possível obter maior destaque no mercado. Acompanhe o post e fique por dentro!

Novas oportunidades de vendas

Uma das principais tendências em relação ao mercado de dermocosméticos está na forma como ele apresenta e vende seus produtos. Segundo a pesquisa, cerca de 70% das vendas são feitas por meio da indicação de dermatologistas, o que mostra que para que o sucesso seja alcançado é necessário estreitar o relacionamento com esse profissional.

Outro ponto a ser levado em consideração diz respeito à modernização e especialização dos canais de venda. Em geral, as empresas do mercado começaram a ver com bons olhos os investimentos em comércio eletrônico, assim como na capacitação de seus promotores, o que facilita o processo de vendas e o torna mais amplo.

Foco na experiência!

Hoje, o consumidor espera algo que vá muito além dos benefícios diretos oferecidos pelos produtos que adquire. A diferenciação está na experiência que pode envolvê-lo ou disperçá-lo.

Assim, investir em novos modelos de embalagem, estabelecer mecanismos que instiguem os sentidos por meio do cheiro e do tato, por exemplo, ou até mesmo criar estratégias dentro dos pontos de venda, utilizando uma comunicação mais afetiva, podem contribuir ativamente para que a experiência de compra se torne mais encantadora.

Produtos diferenciados

Na busca por novidades que agreguem mais beleza, saúde e bem-estar, o consumidor se torna a cada dia mais exigente e também mais focado em suas necessidades únicas. Por isso, a força dos nichos merece destaque.

Para atender a demandas mais específicas vêm despontando itens diferenciados, como produtos veganos, naturais e aqueles com maior concentração de determinados componentes, como a vitamina C, os quais vão bem ao encontro dessa maior conscientização das pessoas com relação aquilo que consomem.

Não é mais só a beleza que importa. A saúde e o conforto também!

Investimento em tecnologia

A tecnologia é uma forte aliada do mercado de dermocosméticos e vem sendo aplicada de maneiras inovadoras ao desenvolvimento de novos produtos, que se tornaram, então, menos invasivos e mais eficazes.

Um bom exemplo disso é o uso da nanotecnologia, que vem para entregar uma performance superior aos ativos, devido a sua melhor absorção pela pele. Isso é possível porque o processo transforma as estruturas em nanopartículas, que

Essa tecnologia pode ser aplicada em diversos produtos, como os que reduzem manchas e linhas de expressão, melhoram a firmeza da pele ou que atuam na prevenção de rugas.

Quer saber mais sobre o assunto? Então siga-nos nas redes sociais para continuar acompanhando as tendências e perspectivas do mercado de dermocosméticos. Estamos no Facebook e no Instagram 😉